Notícias

A Valec homologou, nesta quarta-feira (30), a licitação realizada para o fornecimento, descarga e nacionalização de 147.056 toneladas de trilhos a serem empregados na Ferrovia Oeste-Leste (FIOL), no trecho de 1022 km compreendido entre Ilhéus/BA e Barreiras/BA.

O pregão, realizado em outubro de 2013, teve como vencedoras as empresas participantes do consórcio TROP/COMEXPORT (fabricante Arcelormital), que fornecerão trilhos para os lotes A e C, e do consórcio PIETC/RMC (fabricante Pangang), para os lotes B, D e E.

A previsão é que os primeiros trilhos cheguem ao Porto de Ilhéus em agosto, ou seja, três meses após a emissão da Ordem de Fornecimento, como previsto em edital.

No trecho entre Ilhéus e Caetité, a FIOL atinge o nível de 37% de obras realizadas até o momento. A chegada dos trilhos garante a continuidade do ritmo normal da construção que deve ser concluída em dezembro de 2015. No outro trecho, entre Caetité e Barreiras, recentemente liberado pelo Tribunal de Contas, a Valec se prepara para retomar as obras ainda neste semestre. Assim, não há mais qualquer impedimento legal ou físico para a execução da ferrovia.

Projeto total- Com 1.527 km de extensão, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste – FIOL estabelecerá comunicação entre o Porto de Ilhéus e a cidade de Figueirópolis, no Tocantins, ponto de sua interligação com a Ferrovia Norte-Sul.

Devido à importância econômica para a região, o primeiro trecho da FIOL (Ilhéus -Barreiras) foi incluído no programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal (PAC). A capacidade inicial da ferrovia é de transportar 40 milhões de toneladas ao ano, dentre grãos e minérios destinados ao mercado interno e externo.

Ao estabelecer alternativas mais econômicas para o escoamento de produção agrícola e de mineração, a FIOL vai reduzir os custos do transporte de longa distância, incentivando o aumento da produção e a criação de novos investimentos.


Texto: Assessoria de Comunicação