Notícias

Na semana em que é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, damos destaque a iniciativas da VALEC que promovem a sustentabilidade. Por meio delas, a empresa busca divulgar a importância da preservação ambiental, estimular mudanças de atitudes e criar uma postura crítica e ativa em relação aos problemas ambientais do planeta.

São exemplos de ações de sustentabilidade promovidas pela VALEC: palestras sobre a Fiol e a importância da preservação do meio ambiente para as comunidades que moram em áreas próximas à ferrovia; o projeto de barreira acústica vegetal da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol); e o plantio compensatório e paisagístico na Ferrovia Norte-Sul (FNS).

Educação ambiental na Fiol

Os canteiros de obras da Fiol estão localizados nos municípios baianos de Barra do Rocha, Jequié, Tanhaçu, Brumado, Guanambi, Serra do Ramalho, São Félix do Coribe e São Desidério. Neles, são implementados programas ambientais para minimizar as intervenções sobre a fauna e a flora.

Existem também programas direcionados às comunidades, como cursos de educação ambiental realizados para professores de escolas localizadas em 18 municípios na região da ferrovia, que estão acontecendo durante esta semana e continuarão na semana seguinte.

Durante esses encontros, será entregue ainda a primeira edição do Jornal Fiol em Foco, que apresenta quais as iniciativas da VALEC para compensação dos possíveis danos causados ao meio ambiente em função da construção da ferrovia.

Barreira acústica vegetal da Fiol

O projeto de barreira acústica da Fiol tem como objetivo atenuar os efeitos acústicos negativos, durante a fase de operação, nos trechos em que a ferrovia se aproxima de aglomerados urbanos.

Inicialmente foi realizada simulação acústica do ruído emitido pela futura ferrovia, que considerou variáveis como traçado da ferrovia; dados do tráfego ferroviário estimado; dados de fabricação dos trens e características do empreendimento (materiais construtivos); ruído ambiente; entre outros.

A partir da simulação foram identificados 26 pontos afetados pelo impacto sonoro. Nesses pontos, serão plantadas 125.428 mudas, de cinco espécies diferentes, para compor a barreira vegetal.

A Figura 1 mostra a disposição transversal das mudas na faixa de domínio para formar a barreira. Já na Figura 2, podemos ver que os próprios taludes de corte da ferrovia também funcionam como barreiras atenuantes do impacto sonoro.

Conheça as ações para promoção da sustentabilidade realizadas pela VALEC na Fiol e na FNS

Figura 1

 

Conheça as ações para promoção da sustentabilidade realizadas pela VALEC na Fiol e na FNS

Figura 2

Plantio compensatório na FNS

O plantio compensatório e paisagístico na FNS foram iniciados em outubro de 2018. Está previsto o plantio de 1.440 hectares e, atualmente, já totalizam 310 hectares de área plantada. As mudas do plantio realizado estão distribuídas na faixa de domínio, em Áreas de Preservação Permanente e em pontos prioritários selecionados pelo IBAMA em vistorias técnicas.

Conheça as ações para promoção da sustentabilidade realizadas pela VALEC na Fiol e na FNS

Foram instalados cinco viveiros para a produção das mudas nos municípios de Senador Canedo/GO, Rio Verde/GO, Fernandópolis/SP, Gurupi/TO e Porangatu/GO. Esses viveiros produzirão as mudas necessárias para o plantio nos próximos dois anos, utilizando as sementes provenientes de árvores matrizes ao longo de toda a ferrovia, visando garantir a perpetuação do material genético das espécies locais.


Texto: Lucas Ludgero
Imagens: Superintendência de Meio Ambiente (SUAMB)