Notícias

O trabalho da equipe de perícias judiciais da Superintendência de Desapropriação e Arqueologia (SUDES) da VALEC já possibilitou a economia de R$ 36 milhões aos cofres públicos. O grupo é responsável pela avaliação do valor a ser pago pelas propriedades onde serão construídas ferrovias nos casos em que os proprietários questionam judicialmente o valor ofertado.

Em situações como essa, a questão é levada para o Poder Judiciário, que nomeia um perito para avaliar a propriedade e o montante oferecido. A VALEC, por meio da equipe da SUDES, reavalia esse valor e o juiz decide o valor final. Há processos que ainda não foram julgados, mas a expectativa é de que, quando finalizados, o total economizado seja de R$ 62 milhões.


Texto: Lucas Ludgero/ASCOM