Notícias
O lote 3F, a Ponte sobre o Rio São Francisco e o Túnel de Jequié estão com as obras concluídas. VALEC investiu todo o recurso destinado à obra pelo Orçamento em 2018.

A obra da FIOL (Ferrovia de Integração Oeste-Leste) avançou nos últimos meses com a conclusão, no início deste ano, de dois lotes: o 3F e a Ponte do Rio São Francisco. Junto com o Túnel Jequié, concluído em 2016, tratam-se dos primeiros a ficarem prontos de um total de nove.

O lote 3F tem 115,36 km e está localizado entre o Riacho Jacaré e a Ponte sobre o Rio de Contas, numa área perto de Tanhaçu (BA). A construção foi executada pelo consórcio TORC/IVAI com a supervisão do consórcio formado pelas empresas Planservi/Hollus e a fiscalização da VALEC.

Foram investidos R$ 567 milhões no trecho, com recursos do Governo Federal. A construção chegou a empregar até 2.000 funcionários na fase de pico.

O lote 3F está sendo considerado exemplar, pois o projeto (as-built) foi entregue pelo consórcio supervisor à VALEC com quase 20 dias de antecedência. Dessa forma, o processo com a construtora entra em fase final, aguardando o recebimento da obra e encerramento definitivo do contrato.

Além desse lote, a VALEC concluiu também a construção da Ponte sobre o Rio São Francisco, a maior ponte ferroviária da América Latina, com 2,9 km de extensão, entre os municípios baianos de Serra do Ramalho (margem esquerda) e Bom Jesus da Lapa (margem direita). Com a conclusão, a construtora (Consórcio Loctec/Sanchez) passa a última etapa, com a desmobilização de equipamentos e funcionários. O investimento foi de R$ 180 milhões.

Esses dois lotes juntam-se a outro, o do Túnel de Jequié (lote 2FA), concluído desde 2016. Com extensão 780 m, o túnel foi construído durante três anos ao investimento de R$ 62 milhões.

A FIOL é dividida em duas partes. A primeira delas, entre Ilhéus e Caetité, apresenta 76,2% de avanço físico; a segunda, entre Caetité e Barreiras, atinge 28,8%. O investimento previsto total é de R$ 6.4 bilhões. Atualmente, toda a extensão da FIOL emprega 2.700 funcionários.

Em 2018, a VALEC investiu todo o recurso destinado à obra desses lotes. Para 2019, a previsão é que sejam investidos em torno de R$ 600 milhões de reais na FIOL.

(texto: Flavio Correa/ASCOM e SUCON / Vídeo: José Wedson)