Notícias

A VALEC colhe os resultados de uma nova maneira de lidar com pendências e demandas oriundas dos órgãos de controle. Uma análise feita por vários setores da empresa pública revela que, nos últimos cinco anos, a quantidade de recomendações das auditorias interna e externa que não foram consideradas atendidas caiu para os menores índices já registrados.

Segundo o estudo (ver gráfico abaixo), entre 2013 e 2018, as pendências cairam de 852 para 144 (queda de 83%). Os resultados revelam o empenho da empresa pela transparência no tratamento das informações e na gestão de contratos. Estima-se que foram respondidas aproximadamente 2.230 recomendações no período.

O número de pendências com o Tribunal de Contas da União (TCU) foi o que mais caiu. Em cinco anos, o quantitativo que era de 224 chegou a apenas 12 (redução de 95%). No mesmo período, a quantidade de pendências com a Assessoria Interna (AUDIN) caiu de 535 para 84 casos, revelando uma queda de 84%. O atendimento às recomendações do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria Geral da União (CGU) também resultou em redução (48%).

Para alcançar esse resultado, a Assessoria de Controle da VALEC (ASSEC) buscou soluções entre as diretorias ao realizar diversas reuniões de alinhamento com as áreas técnicas, elaborar planos de ação de atendimento e auxiliar no aprimoramento do arcabouço normativo da empresa.

Além disso, a Lei das Estatais (13.303) estabeleceu melhores práticas de mercado e governança corporativa. Desde que passou a vigorar em 2016, a VALEC implementou nova estrutura de comitês destinados ao controle de risco e garantia da integridade em todos os processos do planejamento.

Outro fator importante dessa mudança foi a renovação do quadro de funcionários, com a contratação de pessoal concursado a partir de 2013. Desde então, a maior parte do trabalho é realizada por aproximadamente 700 funcionários de carreira.

O resultado aos poucos vem sendo reconhecido. No fim do ano passado, a empresa teve ótima avaliação no Indicador de Governança desenvolvido pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (IG-SEST), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. A nota foi elevada de 5,79 para 7,31, o que assegurou à VALEC o segundo melhor nível da certificação.

O tratamento eficaz e tempestivo dos relatórios de auditoria interna e externa deve reduzir ainda mais as pendências, estabelecendo cada vez mais a transparência como característica fundamental da empresa.

(texto: ASCOM)