Notícias

Os empregados da VALEC foram apresentados, esta manhã, ao trabalho de resgate de fósseis e educação patrimonial realizado na área de construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL) através do Termo de Cooperação nº 02/2013, firmado entre a Valec e as universidades federais do Recôncavo da Bahia (UFRB) e da Bahia (UFBA). Estiveram presentes também representantes do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), do Ministério dos Transportes e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

A professora Carolina Saldanha Scherer iniciou sua apresentação explicando o que é Paleontologia, o que são fósseis e como eles são formados. Logo após, resumiu os principais apanhados da área no país, tais como descobertas de fósseis de dinossauros, bastante comuns na região Nordeste. Onde está sendo construída a FIOL, no entanto, são encontrados materiais fossilizados de outras espécies de animais, que viveram muito depois dos dinossauros, de 10 mil a 1,8 milhão de anos, e compunham a chamada megafauna. “A megafauna recebeu esse nome porque os animais eram de grande porte. Uma preguiça gigante podia chegar a 6 metros de altura, enquanto um tatu podia ter o tamanho de um carro popular”, disse Carolina. Segundo ela, o maior achado até o momento foram ossos fossilizados medindo um metro e meio e que faziam parte do braço de uma preguiça gigante.

Além do resgate dos fósseis, é desenvolvido na Bahia um trabalho de educação patrimonial para os funcionários dos canteiros de obras da VALEC, assim como para os professores da rede básica de ensino. Eles recebem treinamento e atuam como multiplicadores das informações. Segundo apresentou a professora Simone Souza Moraes, a comunidade é envolvida para despertar a atenção quanto à importância histórica e biológica desses materiais que são encontrados naquela região.

As professoras se disseram satisfeitas com a receptividade ao seminário "Projeto de Prospecção e Salvamento de Fósseis e Educação Patrimonial na Área de Influência da FIOL – Termo de Cooperação 002/2013". “Viemos preparadas para trazer explicações técnicas sobre o nosso trabalho. Mas quando chegamos aqui observamos que não se tratava de uma prestação de contas. O público presente estava realmente interessado em conhecer as atividades que desempenhamos”, disse Simone.

Crédito das imagens: divulgação VALEC


Texto: Assessoria de Comunicação